Coisa é tudo’/ Foto: Nilmar Lage

IPATINGA – No próximo sábado (15) de fevereiro, o grupo Hibridus irá apresentar o espetáculo de dança, para crianças, Coisa é Tudo, dentro da programação do Festival de Verão do Vale do Aço 2020. A apresentação acontecerá no Teatro Zélia Olguin e contará com a direção do artista Tuca Pinheiro.
Grupo de dança Hibridus tem como missão gerar diálogo com outros segmentos artísticos e criar ambientes de troca ampliando a visão e espírito crítico da comunidade e valorizar a cultura local. Desde sua origem, o grupo desenvolve ações de cunho artístico-cultural e social em diversas frentes.

‘COISA É TUDO’
O espetáculo, que tem direção do artista belo-horizontino Tuca Pinheiro se apresentou no SESC Santo amaro em São Paulo, em Ilhéus e Itacaré na Bahia. É resultado de um compartilhamento do coletivo Hibridus e extensão do projeto “ENARTICinho”, ambos com o patrocínio da Usiminas através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.
Coisa é tudo o que existe ou que pode ter existência (real, abstrata, imaginária). Algo que ainda não se sabe o nome específico. E se ainda não tem um nome, pode ser nomeado, pode existir. Tudo é a maior quantidade possível de coisas. E se essas coisas ainda não existem; podem ser inventadas, podem ser dançadas! Podem voar e conviver sem pré-conceitos e sem preconceitos! É uma construção e visão de mundo onde todas as coisas ainda são possíveis (ou assim deveriam ser!)! Tudo é o possível! Tudo é a soma das experiências humanas “brincadas”, sem comparativos, durante a infância. Muito mais que um projeto coreográfico é um “projeto de conversas” com o público infantil. Conversas que acontecem no corpo e através do corpo, partindo das experiências subjetivas dos intérpretes/criadores do grupo e estabelece um vínculo com o público infantil e a respectiva conexão com a família, com o outro, com as coisas e o tempo das coisas, abordando questões que dialogam com a contemporaneidade: memória, empoderamento, diversidade, tolerância e aceitação com as diferenças, resistência.

FICHA TÉCNICA

Artistas da dança: Luciano Botelho, Fran Silvestre e Wenderson Godoi
Direção: Tuca Pinheiro
Assistência coreográfica: Patrícia Abreu (Lindinha)
Iluminação: Morrison Deolli
Sonoplastia: Léo Coessens
Cenografia e adereços: Hibridus Dança/Maria Cloenes
Figurinos: Vanuza Bárbara
Produção: Wenderson Godoi
Coordenação de Comunicação: Luciano Botelho
Registro fotográfico: Henrique Godoi e Nilmar Lage
Registro Audiovisual: Charles Santana

SERVIÇO

Espetáculo: ‘Coisa é Tudo’
Data: 15/02/2020
Hora: 17h
Local: Teatro Zélia Olguin (Av. Itália, 1890 – Bairro Cariru)
Classificação: Livre
Os ingressos estão sendo vendidos na bilheteria do Centro Cultural Usiminas, pelo site www.eventim.com.br ou pelo fone (31) 9 85513323.

‘Coisa é tudo’ está no Festival de Verão 2020