‘Uma brincadeira seria com o jogo do “bicho homem” cortando a própria carne para se tornar “gente”. A negação da identidade, dos desejos e instintos em prol da sociedade com suas fomes e cavernas. Da produção a prostituição do ser pelo bem maior ou pela própria sobrevivência. Da Carne ao corte, como um bovino que deixa de ser criatura e passa a ser criação. A divisão do ser em partes, coração para a família, braços para o trabalho, cabeça para os desejos,…. Enfim, Da Carne ao Corte fala do ser possível. O ser reinventado, adaptado ao meio e as possibilidades. O ser que não é, só está…’ Chaim Gebber.

Ficha técnica:
Conceito e direção: Chaim Gebber
Coreografia: Trabalho conjunto com os performers Luciano Botelho, Rosângela Sulidade e Wenderson Godoi
Trilha Sonora Original: Pedro Bastos
Iluminação: SEMINALUZ
Figurino: Vanuza Bárbara
Colaboração: Léo Coessens e Patrícia Abreu
Este trabalho foi realizado com recursos do CIRCULA MINAS EDITAL DE INTERCÂMBIO – 2015

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (1)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (2)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (3)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (6)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (11)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (12)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (14)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (17)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (18)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (20)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (23)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (24)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (26)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (28)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (40)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (45)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (48)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (49)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (53)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (57)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (60)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (62)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (74)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (80)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (97)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (103)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (107)

Da Carne ao Corte_Nilmar Lage (115)