Acontece na Estação Memória, na Rua Belo Horizonte, nº 272 no Centro de Ipatinga, nos dias 09 a 30 de novembro, de segunda à sexta-feira, no horário de 9 às 17h, com entrada franca, a exposição, “Enchente” da artista visual Maria Cloenes.
Trata-se de uma exposição de artes visuais da artista envolvendo design, moda e instalação de bonecas construídas a partir das memórias da artista, que nasceram do solo “Submersa” criado pela artista em 2013, no Hibridus Dança, sob a orientação do diretor mineiro, radicado no Rio de Janeiro, Marcos Nauer, inspirado nas enchentes do rio São Félix que ocorreram na infância da artista na cidade de São Sebastião do Maranhão no Vale do Mucuri, norte de Minas, enchentes estas que mudavam o cotidiano do olhar, trazendo uma imagem de encantamento para Cloenes.
Bonecas Enchente que carregam como marca principal, os braços longos, que alcançam os pés, percorrendo todo o corpo até o chão (e até, em alguns casos, maiores que as pernas). Entre elas, algumas construídas com palha do indaiá, fruto do trabalho em parceria com a artesã Regina Aparecida de Sá Santos da cidade de Antônio Dias.
Como artista criadora Maria Cloenes vem realizando trabalhos de investigação em arte contemporânea, dança e as artes visuais. Sempre se interessou pelo corpo na linguagem artística, não como, simplesmente a presença física, mas também o que antecede e o que prossegue deste corpo ou deste estado de presença. Já realizou exposições coletivas no evento Som, Cores e Sabores no Foyer do Teatro do Centro Cultural USIMINAS, Espaço Cultural da Intertv dos Vales, Exposição coletiva Inova dentro da programação da II Feira do Turismo do Vale do Aço e exposição no pontilhão de Ferro, que liga o Centro ao bairro Veneza II, na I Virada da Educação de Ipatinga.

Serviço:
Exposição Enchente
Estação Memória
Dias 09 a 30 de novembro
De 9h as 18h
Entrada franca
Informações: 31-988552438

img_6490img_6496

ric_1273img_6620