Solos Hibridus em terras nordestinas

Na foto, cena do espetáculo “V de Tela”, de Rosângela Sulidade

(Crédito: Nilmar Lage)

 

IPATINGA – O Grupo Hibridus Dança apresenta Solos Hibridus no 18º Festival Internacional de Dança de Recife, dia 26 de outubro, próxima sexta-feira, às 20h no Teatro Apolo. Os solos “Prumo”, de Wenderson Godoi; “Submersa, de Maria Cloenes; “V de Tela”, de Rosângela Sulidade; e “Re-forma”, de Luciano Botelho – estrearam em abril em comemoração a uma década de existência do grupo com a colaboração de Marcelo Evelin, Marcos Nauer, Dudude Herman e Marco Paulo Rolla.

Não é a primeira vez que o grupo irá se apresentar na capital pernambucana. Em 2010, dentro da programação Janeiro de Grandes Espetáculos, o Hibridus se apresentou com dois trabalhos: a intervenção urbana “Travessia”, espetáculo-performance que acontece em espaços públicos com grande fluxo de pessoas e “Entre” trabalho que explora as sensações e sentidos do expectador. Em 2009, a Cia de Dança Etc., de Recife realizou uma residência com o grupo Hibridus, em Ipatinga quando criaram, juntos, o vídeodança “Sobre”, já exibido em diversos eventos tanto na cidade quanto em outras regiões. Ainda em parceria com artistas recifenses, durante a 6ª edição do ENARTCi – Encontro de Dança Contemporânea de Ipatinga, evento realizado pelo Hibridus, o Grupo Experimental de Dança do Recife apresentou o trabalho “Conceição”, em 2008, e na 9ª edição, em 2011, se apresentou em Ipatinga, o artista da dança Kleber Lourenço, com “Estar aqui ou ali”.

http://www.diariopopularmg.com.br/vis_noticia.aspx?id=6627