O Pensador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O Pensadorem bronze por Alexis Rudier, Cemitério Laeken,Bruxelas,Bélgica.

 

O Pensador(francês:Le Penseur) é uma das mais famosas esculturas de bronze do escultor francêsAuguste Rodin. Retrata um homem emmeditaçãosoberba, lutando com uma poderosa força interna.

 

Originalmente chamado deO Poeta, a peça era parte de uma comissão do Museu de Arte Decorativa emParispara criar um portal monumental baseada naDivina Comédia, deDante Alighieri. Cada uma das estátuas na peça representavam um dos personagens principais do poema épico. O Pensador originalmente procurava retratar Dante em frente dos Portões do Inferno, ponderando seu grande poema. A escultura está nua porque Rodin queria uma figura heróica à laMichelangelopara representar o pensamento assim como apoesia.

 

Rodin fez sua primeira versão por volta de1880. A primeiraestátua(O Pensador) em escala maior foi terminada em1902, mas não foi apresentada ao público até1904. Tornou-se propriedade da cidade deParisgraças a uma contribuição organizada pelos admiradores de Rodin e foi colocada em frente doPanteãoem1906. Em1922, contudo, foi levada para o Hotel Biron, transformado no Museu Rodin. Mais de vinte cópias da escultura estão em museus em volta domundo. Algumas destas cópias são versões ampliadas da obra original assim como as esculturas de diferentes proporções[1].

 

OInstituto Ricardo Brennandna cidade doRecife,Pernambuco, possui uma réplica autorizada da obra, exposta nos seus jardins.