Entre os dias 04 a 10 de novembro, 2019, acontece em Itacaré e Ilhéus 8º Festival de Dança de Itacaré e o Grupo Hibridus Dança irá apresentar sua peça infantil ‘Coisa é Tudo’.

O espetáculo que é um diálogo com o universo das crianças e de toda família irá se apresentar no dia 05 de novembro às 19h na Tenda Teatro Popular de Ilhéus e no dia 07 de novembro no Centro Cultural Porto de Trás em Itacaré.

Será a primeira vez que o grupo ipatinguense se apresenta em Ilhéus, mas a parceria com o festival de Dança de Itacaré vem desde 2015 e o grupo já apresentou seus espetáculos ‘Solos Hibridus’ e ‘Da Carne ao Corte’, além de ministrar oficina de Produção Cultural.

Sobre o Festival de Dança de Itacaré

Iniciado em 2008, o Festival de Dança Itacaré festeja a 8ª Edição. A diversidade da dança cênica brasileira é apresentada ao público da região do Território Litoral Sul, através deste encontro.

Neste período caminhos foram abertos, conexões foram criadas e diálogos sobre a continuidade das parcerias, estratégias de existências, além das possibilidades de novas conjunções.

‘Toda a complexidade crítica, os campos profissional e artístico que abrangem esta configuração começam a ter visibilidade no cenário nacional. Conquistamos um espaço de vulto no calendário da dança brasileira.

Tentei fugir da escrita! Mas o afeto e a dança me trazem aqui, trazem o concreto, fazem escrever, calcular… perfuram e instigam.

Neste mundo grande, no encontro com a diversidade de experiências, o festival propõe expandir as narrativas e, ou, as narrativas dançadas. Muda tudo aqui, e transforma todos que entram em contato com este universo mágico!’ diz Verusya Correia diretora artística do evento.

Sobre o Hibridus e ’Coisa é Tudo’

O grupo ipatinguense, que tem o patrocínio da Usiminas via Lei Estadual de Incentivo à Cultura, está prestes a completar dezessete anos de existência e resistência no Vale do Aço.

E em tempos onde a cultura e a arte têm sofrido diversos ataques incluindo os de censura e da falta e retirada de recursos por iniciativa do governo é muito importante reafirmar as parcerias, encontrar seus pares e dialogar para assim ir se firmando e assumindo seu papel de transformador e formador de opinião e público dentro da comunidade em que está inserido.

Daí a importância de mostrar seus trabalhos a diversos públicos e comunidades.

“COISA É TUDO!” é o novo trabalho artístico do Hibridus dirigido por Tuca Pinheiro, resultado de um compartilhamento do coletivo Hibridus e extensão do projeto “ENARTICinho”.

Muito mais que um projeto coreográfico é um “projeto de conversas” com o público infantil.

Conversas que acontecem no corpo e através do corpo, partindo das experiências subjetivas dos intérpretes /criadores do Hibridus, tem como proposta estabelecer um vínculo com o público de forma horizontal e democrática, onde a escrita coreográfica tem como prioridade a fruição desse público infantil e a respectiva conexão com a família, com o outro, com as coisas e o tempo das coisas.

Coisa é tudo o que existe ou que pode ter existência (real, abstrata, imaginária). Algo que ainda não se sabe o nome específico. E se ainda não tem um nome, pode ser nomeado, pode existir.

Tudo é a maior quantidade possível de coisas. E se essas coisas ainda não existem; podem ser inventadas, podem ser dançadas! Podem voar e conviver sem pré-conceitos e sem preconceitos!

É uma construção e visão de mundo onde todas as coisas ainda são possíveis (ou assim deveriam ser!)! Tudo é o possível! Tudo é a soma das experiências humanas “brincadas”, sem comparativos, durante a infância.

Ficha técnica:

Artistas da dança: Luciano Botelho, Rosângela Sulidade e Wenderson Godoi

Direção: Tuca Pinheiro

Assistência coreográfica: Patrícia Abreu (Lindinha)

Iluminação e Sonoplastia: Morrison Deolli

Cenografia e adereços: Hibridus Dança/Maria Cloenes

Figurinos: Vanuza Bárbara

Produção: Wenderson Godoi

Coordenação de Comunicação: Luciano Botelho

Registro fotográfico: Henrique Godoi e Nilmar Lage

https://www.essencialar.com.br/post/hibridus-dan%C3%A7a-e-brinca-na-bahia