Neste ano de 2013, a tônica que impulsiona a continuidade de nosso pensamento, será novamente o LUGAR DE ENCONTRAR O OUTRO, mas dessa vez, os “outros” que se encontram têm algo específico em comum. São artistas que atuam nos interiores do Brasil e que foram convidados para juntos produzirem uma espécie de mutirão de tarefas artísticas na cidade de Ipatinga que é um dos interiores mineiro.

Num máximo de movimento colaborativo criaremos um sistema providencial e de contribuição generosa.

O LUGAR DE ENCONTRAR O OUTRO será uma forma de experimentarmos em Ipatinga, o como podemos nos processos colaborativos, escrever textos, doar livros, colaborar com projetos, dançar, se comunicar com arte e rever esse encontro com o outro, de modo a compor em seu entorno uma nova ordem, a das realizações colaborativas e coletivas.

Desta forma os artistas do Hibridus: Luciano Botelho, Maria Clones, Pedro Bastos, Rosângela Sulidade e Wenderson Godoi + os artistas locais convidados: o fotógrafo Nilmar Lage, o artista da dança Carlos Passos, a atriz Luzia de Rezende e ainda os artistas de fora de Ipatinga: Gerson Moreno de Itapipoca/CE, Erivelto Viana de São Luís/MA, Thiago Alixandre de Votorantim/SP e Marcos Moraes de São Paulo, desenvolverão ações de comunicação em dança em quatro regiões de Ipatinga. Junto a esses artistas haverá três testemunhas que acompanharão as ações com o público (Clarissa Sacchelli), as obras (Melisa Cañas), as ações políticas do ENARTCi (Claudio Lettro) e no final produzirão um texto que será publicado no caderno do ENARTCi.

Nossa proposta tem a missão de problematizar o pensamento do fazer artístico e como este se comunica com a cidade. Para isso os artistas de Ipatinga terão a tarefa de apresentar uma das regiões para o artista convidado.

Durante os dias 11 e 17 de novembro, haverá uma imersão com esses artistas com o intuito de criar um ambiente de compartilhamento, alimentados por trocas de modos de fazer artístico entre os convidados, a cidade de Ipatinga e o ENARTCi, com o objetivo de gerar ações de comunicação em dança nas quatro regiões de Ipatinga, inclusive na zona rural da cidade.

Excelentes trabalhos artísticos profissionais serão apresentados nos espaços públicos dessas regiões, nas áreas privilegiadas e desprivilegiadas geográfica e socialmente.

Com isso pretendemos democratizar o acesso à cultura e usar a arte como uma ferramenta para a formação de cidadania.

Não é com o objetivo de ser um projeto que supri faltas que o ENARTCi existe, mas para se constituir como uma emergência no possível que atua na transformação da sua realidade.

Desta forma mantemos nosso compromisso com a formação de público realizando a 3ª edição do ENARTCinho, o educativo do ENARTCi dedicado às crianças, este ano com o espetáculo Guia Improvável para Corpos Mutantes, acompanhado da conversa “Dança, Educação e Imaginário”, com professores e mediada por Airton Tomazzoni. Outra novidade deste ano é a parceria com o CAU – Curso de Arquitetura e Urbanismo do UNILESTEMG – Centro Universitário do Leste de Minas, onde realizaremos no Teatro João Paulo II, dentro do Campus de Cel. Fabriciano, os espetáculos Não Lugar e Alívio de Aretha Maciel. A programação conta ainda com o solo Sobre Expectativas e Promessas de Alejandro Ahmed, o lançamento do Livro Dança Contemporânea em Domicilio de Claudia Müller e a apresentação dos “Solos Hibridus” do Hibridus Dança.

Tudo se trata de uma ação de sensibilização do olhar para a produção da dança contemporânea e de abertura de novos horizontes artísticos, tanto para os ipatinguenses, quanto para os artistas que participam da programação.

 

Wenderson Godoi

Curador e diretor artístico do ENARTCi

Hibridus-logomarcas_Enartci_2013_3

Acuenda | 2021

CONVOCATÓRIA Acuenda *Acuenda no Pajubá tem o mesmo significado que veja, olhe, observe, preste atenção. Com origem no iorubá, a linguagem foi adotada por travestis

Read More »